Termografia

Como efeito natural do metabolismo, o ser humano libera constantemente diferentes níveis de energia. Essa informação pode ser expressa e medida na forma de calor. A termografia médica infravermelha é um procedimento diagnóstico não invasivo e não radioativo, que mensura a energia infravermelha emitida pelo corpo. O exame é feito por meio de um sensor ultrassensível de termografia infravermelha que mapeia com precisão a distribuição de temperatura do corpo inteiro. Estas medidas se expressam na forma de imagens de alta resolução, mostrando áreas de lesões e doenças que correspondem na maioria das vezes às regiões dolorosas. Não é um método que mostra anormalidades anatômicas, porém é capaz de mostrar mudanças fisiológicas. O diagnóstico funcional de lesões e disfunções é muito precoce, permitindo ao médico monitorar a evolução clínica e a resposta aos tratamentos que estão sendo instituídos. Além de diagnosticar a causa de dores neuropáticas (por lesão ou disfunção de nervos) a termografia auxilia na identificação de problemas como:

Tendinopatias
Bursites
Artrites
Artroses
Síndrome Miofascial
Distrofia Simpático-reflexa (Síndrome Complexa de Dor Regional)
Síndrome do Túnel do Carpo e do Tarso
Discopatias
Alterações relacionadas com a Fibromialgia
Lesões esportivas

A termografia é um método bastante útil e confiável de diagnóstico e acompanhamento de lesões e disfunções. É importante lembrar que o uso da termografia na medicina não é substituir o exame clínico e sim, ser complementar à avaliação e dar suporte às decisões terapêuticas.