Dor no Ciático

Dor no ciático, lombociatalgia ou ciática, consiste em uma dor que se irradia da coluna lombar pelos membros inferiores. Pode envolver também fraqueza, dormência e formigamento do membro.

Em 60% dos casos de dor lombar pode haver dor irradiada para o membro inferior, e esse quadro é chamado de lombociatalgia, que pode ser de origem radicular (exemplo: compressão por hérnia de disco) ou referida (exemplo: dor miofascial). Ocorre por inflamação, compressão e/ou lesão das fibras lombares e sacrais que vão formar o nervo ciático.

As principais causas de lombocialtalgia são:

- Protusão discal: principalmente relacionado a processo inflamatório sobre a raiz nervosa, por protrusão do disco intervertebral no interior do canal vertebral.

- Hérnia discal: além do processo inflamatório sobre a raiz nervosa há uma compressão mecânica dessa raiz pelo disco intervertebral no interior do canal vertebral ou no forâmen intervertebral.

- Estenose de canal vertebral: condição causada, na maioria das vezes, por alterações degenerativas. Causa diminuição do canal vertebral, estando relacionada à compressão nervosa mecânica e, também, a insuficiência vascular e isquemia relativa

- Síndrome pós laminectomia: Cerca de 10 a 40% dos pacientes que são submetidos a cirurgia de coluna lombar, independente da técnica cirúrgica utilizada, evoluem com dor crônica neuropática no membro inferior.

- Síndrome do piriforme: está relacionada à compressão do nervo ciático pelo músculo piriforme ou mesmo pelo tendão desse músculo no assoalho pélvico. Isso ocorre quando há hipertrofia, inflamação ou variação anatômica do músculo.

É essencial, no diagnóstico da dor ciática, descobrir a origem da dor. A história clínica detalhada e exame físico minucioso, bem como exames de imagem, são importantes.

Temos a disposição os bloqueios diagnósticos, que consistem em colocar pequenas quantidades de anestésico local nas estruturas suspeitas de serem a causa da dor. Desta maneira, podemos localizar com maior acurácia a causa da dor e definir o melhor tratamento.

 

Tratamento

O tratamento da lombociatalgia pode ser feito através de medicações, acupuntura, fisioterapia especializada, procedimentos intervencionistas minimamente invasivos e, em casos selecionados, com falha nos tratamentos conservadores, a cirurgia pode ser indicada.

Dentre os procedimentos intervencionistas indicados estão: bloqueio peridural com corticoide, bloqueio de ponto gatilho e piriforme guiados por ultrassom, procedimentos intradiscais. Mais recentemente, as pesquisas têm demonstrado eficácia com a medicina regenerativa, usando produtos ortobiológicos. A utilização de ácido hialurônico, plasma rico em plaquetas (PRP) e aspirado e concentrado de medula óssea (BMAC) tem ocupado um lugar de destaque na literatura.